Vila Real Cidade do Azevinho

O projeto Vila Real: Cidade do Azevinho, desenvolvido em parceria pela Quercus, com a Câmara Municipal de Vila Real e com a empresa Silvicorgo, consiste na plantação de Azevinhos em espaços ajardinados privados e públicos da cidade de Vila Real. Teve início em 2010, contando já com mais de 600 exemplares desta espécie plantados. Brevemente serão abertas candidaturas para os habitantes de Vila Real obterem gratuitamente mais 200 plantas desta espécie que se encontra ameaçada em Portugal.

Desde que foi iniciado este projeto que o objetivo primordial sempre foi a sensibilização dos cidadãos de Vila Real para práticas de melhoria da paisagem urbana e do aumento da biodiversidade urbana, particularmente em ralação à flora e à avifauna da região.

A espécie Ilex aquifolium L., aparece de forma espontânea em Portugal continental.

É um arbusto de folha persistente da família das Aquifoliáceas, do género Ilex, de crescimento muito lento, atingindo em adulto de quatro a seis metros de altura e podendo viver mais de cem anos. É uma planta muito característica, principalmente em alturas festivas, como o natal, tendo usos decorativos ou religiosos.

O azevinho, apesar de ser uma espécie protegida há cerca de 28 anos, ainda se verifica a apanha ilegal na natureza, o que tem contribuído, juntamente com outros factores, para que esta seja mais uma planta em vias de extinção em Portugal.

Assim, a Quercus quer associar a cidade de Vila Real à imagem dos Azevinhos e dos espaços naturais de grande beleza, tentando despertar consciências para a preservação e conservação do meio que nos rodeia, promover a educação ambiental e o envolvimento da comunidade nas ações de melhoria do ambiente urbano.

Além de proteger esta espécie é necessário ter em conta que espaços verdes são extremamente importantes, principalmente em zonas urbanas pois contribuem para a regularização do microclima urbano, especialmente naquelas em que se verifica mais poluição.

Márcia Rodrigues