Cobra-de-pernas-tridáctila – Chalcides striatus

Também conhecido como por fura-pastos este pequeno lagarto muito esguio com o corpo cilíndrico que se assemelha a uma cobra mas que possui patas pequenas apenas com três dedos (tridáctilo). Pode atingir 30-35cm nos machos e 40-45cm nas fêmeas. A coloração do dorso acastanhado, acinzentado, bege ou amarelado, com reflexos metálicos e com nove bandas (por vezes 11 ou 13) longitudinais escuras.

NOME COMUM: Cobra-de-pernas-tridáctila

NOME CIENTÍFICO: Chalcides striatus

FAMÍLIA: Scincidae

O nome de fura-pastos faz jus ao modo como se desloca serpenteando entre as ervas onde vive. É um animal difícil de ver e quando se observa já vai a fugir à procura de um refúgio no interior dos tufos de erva onde se esconde. A atividade reprodutora decorre de Março a Junho e as fêmeas parem de 1 a 15 crias em média, após 50 a 80 dias de gestação.

O habitat é relativamente especializado e abrange prados húmidos e terras de cultivo abandonadas que este lagarto prefere e onde normalmente vive. Estes tipos de habitats ocorrem em redor dos charcos temporários e de outras massas de água, assim como em áreas húmidas.

Alimenta-se de lesmas, grilos, moscas, escaravelhos e aranhas tornando se assim um aliado para os agricultores no controlo de pragas.

O principal mecanismo de defesa do fura-pastos é soltar cauda (autonomia), como faria uma qualquer lagartixa na mesma situação.

Em Portugal, está presente em todo o território de forma quase contínua, ainda que com núcleos populacionais pequenos e isolados.

Os principais factores de ameaça para esta espécie decorrem das actividades agrícolas que destroem o seu habitat.

Rui Lemos